Warning: Creating default object from empty value in /home/ricardo/public_html/wp-content/themes/news.0.2/library/extensions/entry-views.php on line 86
“TCE e o Tribunal de Contas aprovaram as contas de Julio, e ninguém aqui pode comprar a vontade dos vereadores”, disse Julio Filho sobre a mala preta
Imprimir Shortlink

“TCE e o Tribunal de Contas aprovaram as contas de Julio, e ninguém aqui pode comprar a vontade dos vereadores”, disse Julio Filho sobre a mala preta

Quando deixou a prefeitura de Petrolina, em 1 de janeiro deste ano, o ex-prefeito Julio Lossio (PMDB), foi convidado a arrumar a mala.  Em verso e prosa, o som oficial da prefeitura prestou uma homenagem pra lá de crítica, e tocou a música da banda Neo Pinel – Arruma a Mala aê, essa foi à despedida de Lossio, que está de férias na Inglaterra.

A mala citada na referida música não tem cor, no entanto, um servidor público da prefeitura municipal compartilhou nesta semana nas redes sociais que alguns vereadores estariam recebendo uma mala de cor preta recheada de dinheiro para aprovar as contas do ex-gestor do Palácio Guararapes.

Para falar do assunto, a reportagem do Blog conversou com o filho do ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio Filho, presidente do PMDB jovem do município. Questionado sobre a existência das malas pretas para aprovação da contas de Lossio na Câmara, o jovem afirmou desconhecer tal procedência e ressaltou que os vereadores sabem como votar.

“Essa questão da mala preta, eu vi em uma página do Facebook que todo mundo sabe que foi criada para falar mal das pessoas, na própria página consta apenas quatro compartilhamentos e não teve repercussão. Acontece que algumas pessoas quiseram fazer disso uma confusão, servidores públicos espalharam isso de forma irresponsável. O TCE e o Tribunal de Contas deram pareceres favoráveis a aprovação de contas de Julio, acredito que os vereadores de Petrolina sabem o que fazer, e ninguém aqui pode comprar a vontade dos vereadores”, afirmou Julio Lossio Filho, na sala de imprensa da Câmara de vereadores de Petrolina.

Blog do Banana

Deixe um Comentário

*