Warning: Creating default object from empty value in /home/ricardo/public_html/wp-content/themes/news.0.2/library/extensions/entry-views.php on line 86
Projeto que contempla ambulantes é aprovado sobre questionamentos do vereador Gabriel Menezes
Imprimir Shortlink

Projeto que contempla ambulantes é aprovado sobre questionamentos do vereador Gabriel Menezes

O projeto de lei de autoria do vereador Aero Sim (PSB) que foi aprovado pela Casa Plínio Amorim na manhã desta quinta (18) não expõe de forma clara as garantias sobre a participação dos ambulantes em eventos públicos promovidos pela prefeitura de Petrolina. Durante a discussão do projeto, o vereador Gabriel Menezes (PSL), que votou favorável, parabenizou o colega Aero pela matéria, mas não deixou de fazer alguns questionamentos quanto às garantias oferecidas aos ambulantes e barraqueiros nos eventos públicos.

Gabriel disse que o projeto não deixa claro como os trabalhadores poderão explorar os espaços e disse que teme que empresários sejam beneficiados em detrimento dos que mais precisam, com a terceirização das barracas e pontos de lanche. O vereador ainda citou um trecho da justificativa do projeto, em que Aero diz ser “determinação do governo Miguel Coelho, tratar bem os menos favorecidos”. Segundo Gabriel, nos quase cinco meses do governo “Novo Tempo”, não é isso que se constata, citando o exemplo do São João do José e Maria, que abre a programação nos bairros, onde os ambulantes já foram cerceados do seu direito, tendo que trabalhar pela mísera comissão de apenas 10% da venda, enquanto alguém levará a maior fatia. Num trecho mais contundente da sua fala, Gabriel disse que Aero desconhece ou desrespeita a autonomia do Poder Legislativo e que o nome do prefeito na justificativa não dava mais peso ao projeto, pedindo ainda que se evite essa carga de emoções e sentimentos.

A Presidente da Associação dos Barraqueiros e Ambulantes de Petrolina, Maria Salomé, espera que o formato de comercialização seja igual ao modelo do São do Vale da gestão passada. “Nós estamos confiantes que esse projeto contemple a gente de forma clara, garantindo os nossos  espaços efetivos para comercialização de nossos produtos. Não concordamos em trabalhar na comissão de 10%”, finalizou.

O projeto segue para sansão do prefeito Miguel Coelho, mesmo sem dirimir as dúvidas dos ambulantes, barraqueiros e do vereador Gabriel Menezes.

Blog do Banana

Deixe um Comentário

*